Curso de Dança Havaiana – 2017

"E KOMO MAI"...

Bem vinda ao fantástico universo da Dança Havaiana!!! Meu nome é Verônica Elis Cabral, sou professora, bailarina, coreógrafa e estudante de danças étnicas internacionais. Minha formação da Hula vem do Halau "Na Pua Le Hua" com localização na cidade de China Hills na Califórnia e instruída pelo meu Kumu Havaiano, o Sr. Keoni Chang.

É um imenso prazer receber sua visita em meu site, aonde sempre preparamos novos conteúdos culturais, para aprendermos cada vez mais sobre esta linda e profunda cultura, expressada na forma da "HULA". Sei que assim como eu, você é uma apreciadora desta desta arte corporal e filosófica do Havaí e das ilhas do Pacifico Sul, e por esse motivo e com muito orgulho, venho convida-la para o nosso curso em São Paulo de "Hawaiian Dance" que se iniciará no dia 04 de Fevereiro. Serão 4 (quatro) aulas mensais com a duração de 1h e 30min contendo: parte teórica e prática, introdução as danças folclóricas e percussão havaiana - tudo para proporcionar um aprendizado rico, divertido e lúdico..

Anote o endereço do curso e o contato para maiores informações. Querida Olapa, aguardo a sua presença!!! Nui Honi...

 

Endereço: Avenida Lins de Vasconcelos, 1315
Sala 02 - Cambuci
(próximo ao metrô Vila Mariana)

Telefone: (11) 3791-3654
Whats: (11) 99109-4257

VERONICA_CURSO_2017_A

MINIBOX_POST_CURSOS1A

MINIBOX_POST_CURSOS1B

MINIBOX_POST_CURSOS1C

MINIBOX_POST_CURSOS1D

Deixe seu comentário

MANA: Religiosidade ou Espiritualidade

Mana, ou energia espiritual, cobre todos os aspectos no mundo dos havaianos. A mana de cada ser humano, rocha, primavera, pássaro, flor, é como um presente dado pelos deuses, e expressa sua essência o que ele se tornou na sua existência. Em humanos, a evidência da mana é inata ou adquirida (pois o destino de cada ser vivente é variável, imbuído de vários aspectos ou direções, consequências de atos e escolhas) pode assumir a forma de inteligência, habilidade, prestígio ou capacidade de liderança. Através de orações e intenções, a mana de coisas, lugares, pessoas ou deuses poderiam ser aumentados e alimentados, ou transmutada, conforme o seu desejo.

DEUSES_MANA

Os havaianos reconheceram as forças poderosas do mundo natural na sua adoração dos Akua (deuses) e ‘Aumakua (ancestrais). Os akua representavam diferentes aspectos da natureza, a adoração de ‘aumakua, ou figuras ancestrais ligadas as atuais gerações resultado das passadas, continuando volta para as origens do mundo. Desta forma, os havaianos tecem as suas histórias individuais para o maior tecido e unificando sua cultura. As histórias de deuses havaianos e ‘Aumakua contêm uma variedade infinita, mas todos eles refletem os valores fundamentais para a sociedade: respeito pela terra, mar, águas e uns aos outros, cuidado e manejo de plantas e animais, e assim o todo, se esforça para manter o equilíbrio harmônico, da estrutura á unidade.

Deixe seu comentário

História Sobre a Colonização do Havaí

A migração das tribos antigas para as Ilhas do Havaí ocorreu a cerca de 30.000 anos atrás, também não há prova que a velha cultura “Lápita”(cultura ancestral da Polinésia). Foram migrando para a Melanésia que seria o oeste da Polinésia form para Samoa, Tonga e as Ilhas Marquesas por volta de 1.500 A/C, as raízes da cultura “Lapita” advinda do centro leste da Indonésia sudoeste da Ásia e da China antiga a partir de 6.000 A/C que seriam as novas migrações de séculos passados.

As pesquisas arqueológicas mostra que a ultima colonização das Ilhas do Havaí ocorreu a cerca de 1.500 anos atrás, devemos lembrar que em ilhas vulcânicas qualquer investigação arqueológica não é totalmente confiável para as pesquisas de culturas antigas, devido a intensa atividades vulcânicas, que queimam os vestígios das e cobre os artefatos e ruínas com lava. Os habitantes do passado,período arqueologicamente comprovado, cerca de 1.500 anos atrás a partir do sul da Polinésia, este povo tinham extraordinárias habilidades de navegação, não tinam mapas usavam o céu, ondas, cheiro, cores das águas, nuvens observavam os pássaros, animais marinhos e vários outros elementos da natureza para guia-los. Esta sabedoria e seu profundo conhecimento com rico detalhes, foram transmitidos de uma geração a outra de forma oral ou da forma mais tradicional por “Meles”.

COLONIZACAO_ESTRELAS

Nos tempos antigos os viajantes Polinésios chegaram as ilhas havaianas, seguindo as estrelas “Sirius e Arcturus” conhecidas como “Okule” ou estrela da alegria, isto na pré-história. Algumas centenas de anos atrás, os Polinésios pararam de viajar para as ilhas havaianas por razões desconhecidas o mundo moderno até então não sabia sobre existência das ilhas, 1.778 quando o Capitão James Cook encontrou as ilhas no Oceano Pacífico, nas lendas havaianas existem histórias sobre o verdadeiro povo das ilhas, antes da chegada dos Polinésios. “Menehune” estes eram o verdadeiro povo das ilhas, eram pessoas de estatura pequena, de personalidade dóceis, amigáveis e calmos com a chegada dos Polinésios que tinham a personalidade agressiva mudou o sistema do povo pacífico que habitavam as ilhas para sempre.

Entre 1.100- 1.300 o chefe do Tahiti chegou ao Havaí, permaneceu lá por alguns anos e fez numeras perguntas ao povo local e depois deixou as ilhas para mais tarde retornar com milhares de guerreiros e mais uma vez outra etnia interferiu violentamente mudando o sistema social pacífica do povo havaiano. Introduzindo o sacrifício humano ou o sistema “Kapu” na cultura do Havaí, consequentemente a antiga cultura havaiana foi transformada numa cultura com novos aspectos da cultura que realmente foi um dia.

A cultura havaiana ficou isolada e desconhecida por séculos, para os Polinésios o Havaí caiu no esquecimento e não viajaram mais para as ilhas, provavelmente devido a distância foi a principal razão, além dos Polinésios, Tahitianos nenhum outro povo no mundo sabia de sua existência por este fato a cultura permaneceu intacta, preservada e sem influência dos povos ocidentais.

Deixe seu comentário

Grupo Hula Aloha Brasil no + Diário

MAIS_DIARIO2B

DANÇA HAVAIANA NO ALTO TIETÊ

O Grupo Hula Aloha Brasil marca presença nas telas do Alto Tietê. A fundadora e coordenadora do grupo, a bailarina e coreógrafa Verônica Cabral foi entrevistada pela mais que querida Jéssica Leão, apresentadora do programa + Diário da TV Diário de Mogi das Cruzes (afiliada Rede Globo). Verônica fala um pouco sobre a cultura havaiana e conta alguns detalhes sobre essa incrível dança.

Para ver a matéria completa e assistir ao vídeo, clique aqui

G3

G2

G1

Deixe seu comentário

Tributo Elvis Presley – SESC Osasco

É o Hula Aloha Brasil marcando presença no SESC Osasco - SP!!!

Nosso grupo foi responsável pela abertura do "Cine Luau" em homenagem a Elvis Presley, um dos artistas "holywoodianos" mais apaixonados pela cultura havaiana. Veja abaixo, um pouquinho de como foi esse super evento:

E9

E6

E3

E8

E5

E2

E7

E4

E1

Deixe seu comentário

Grupo Hula Aloha Brasil no Hotel Casa Grande

Mais um evento de sucesso do Grupo Hula Aloha Brasil, desta vez no Casa Grande Hotel no Guarujá - empresa com mais de 40 anos de tradição e história, que proporcionou uma Festa Havaiana inesquecível. O evento teve início as "boas vindas" de nossas bailarinas recepcionando os hospedes, seguida pela primeira apresentação com a música clássica "Aloha' Oe". Na sequência com a alegria de Mark O'malu, finalizamos com o ritmo quente de "Otea Tatahi" (Ritmos da Polinésia). E para finalizar, um workshop lúdico e muito divertido com os hospedes com direito a uma super sessão de fotos com as bailarinas do Grupo Hula Aloha Brasil. "Mahalo" para toda a direção do hotel, em especial a Paulo Produtora, responsável por mais este maravilhoso evento.

Confira abaixo algumas imagens do evento:

F3

F10

F4

F7

F13

F16

F2

F11

F5

F8

F14

F17

F1

F12

F6

F9

F15

Deixe seu comentário

Grupo Hula Aloha Brasil no Sofitel Jequitimar

Mais dança havaiana em mais um mega evento no litoral. O Grupo Hula Aloha Brasil participou da convenção anual do Grupo Yara Brasil Fertilizantes no Sofitel Jequitimar - Guarujá, em um evento para mais de 400 convidados.

Confira as imagens dessa incrível "Noite do Havaí":

P1

P4

P7

P2

P5

P8

P3

P6

P9

Deixe seu comentário

Grupo Hula Aloha Brasil – Noite Havaiana no Hotel Vale dos Sonhos

Desta vez o Grupo Hula Aloha Brasil marcou presença no Vale dos Sonhos em Guararema - SP em uma fantástica "Noite do Havaí" proporcionando muita diversão e entretenimento dos hóspedes do hotel, que também participaram de várias apresentações da noite.

Confira abaixo algumas imagens do evento:

N1

N4

N7

N2

N5

N8

N3

N6

Deixe seu comentário

Dança Havaiana – Kumu Keomi Chang

KUMU4_maior

O Kumu Keomi Chang, nasceu no Havai de onde também é a sua alinhagem de ancestrais, da ilha grande “Havaí” e da ilha de Lanai, mudou-se para a California com sua familia aos cinco anos de idade onde reside até hoje na cidade de China Hills, administrando e ministrando aulas de hula em seu Halau Nā Pua Lehua I Ka Ua Noe, desde sua fundação em 2003. Iniciou seu aprendizado aos 17 anos com sua própria familia, dançando por 20 anos, aos 37 anos conheceu o Kumu “John Ka imikaua no Ka Piko”, um dos mestres das artes antigas do hula que viveu na ilha de Molokai, onde teria nascido o Hula, neste momento o Senhor Keoni começou a enxergar a Hula não somente com uma manifestação artistica e cultural mas também como uma filosofia de vida entendendo melhor sua essencia sagrada, passou infindavéis horas com seu primeiro Kumu Jhon Ka, aprofundando seu conhecimento nas origens do hula, lendas, mitologias e estilos de Hulas proviniente da ilha de Molokai. Até o falecimento de seu mentor o seu primeiro Kumu jhon ka. A sua Uniki(cerimonia de formatura) aconteceu em 2000 na grande ilha Havaí, o Kumu Keoni é respeitado não só pela a comunidade havaiana mas também no mundo inteiro, deseja expandir e ensinar a cultura havaiana e o hula para quem realmente a procura. Ganhador de diversos prêmios importantes no festivais mundias de hula, sendo alguns em primeiro lugar em concursos respeitado e conhecidos pelos os euroditos da dança como o cobiçado primeiro lugar no “Prêmio do perpétuo George Na’Ope” na cidade de Modesto entre outras competições como “Mai mai Kahiki”, “Ia oe e Ka la Festival” , “George Na’ope Festival” ,”Kane hula Festival”,”Merrie Monark”, Senhor Keoni ganhou mais de 50 prêmios nos primeiros quatro anos como Kumu de Hula e continua a enriquecer seu mana (conhecimento) com outros kumus de hula, principalmente sob a orientação do Kumu Nahoku e também o Kumu Rae Fonseca que vive em Hilo outra ilha do Havaí, o Kumu Rae que foi aluno do grande Mestre do hula de nosso tempo o Kumu George Na’Ope, Keoni tem muito orgulho de sua forte alinhagem de aprendizado sobre a hula.

Deixe seu comentário

Convenção Internacional Peugeot Brasil

O Grupo Hula Aloha Brasil foi responsável pela animação e pelo entretenimento de mais uma incrível "Noite Havaiana" da Convenção Internacional da Peugeot Brasil.

Confira abaixo algumas imagens do evento:

P1

P4

P2

P5

P3

Deixe seu comentário